Carrinho

Perifa Cast

O Perifacast discute, nesta edição, o racismo ambiental, nesse episódio, é traçado um paralelo entre a história do Brasil, desde os primórdios marcada por invasões, e o racismo ambiental, expondo como os territórios e propriedades foram distribuídos, deliberadamente, de forma discriminatória. Também é demonstrado como este tipo de racismo está interligado ao racismo estrutural e prejudica a população negra.

No episódio 07 do PerifiCast, apresentado por Giovanna Vitória em companhia de Ana Júlia, Isabela Maria, Júlia Chalegre, Maria Clara e Talita Castro conversam sobre os diversos tipos de violências que são cometidas contra as mulheres e dão dicas sobre como elas podem se proteger contra essas agressões que podem ser desde uma agressão verbal, psicológica e até física.

A voluntária Giovannya Vitória, entrevistou as amigas em um bate papo descontraído sobre padrão de beleza. Neste episódio, as adolescentes Driellen Nunes, Eliana Vitória e Mariana Teixeira falam sobre os dilemas e desafios encontrados no período de transição entre infância e juventude quanto a aceitação da estética exigida pela sociedade. Para complementar, a Mestre em Psicologia, Ana Fonseca, comenta sobre a temática. O programa foi produzido em parceria com a Uniaeso, pelas estudantes de jornalismo Kamylla e Suênia.

O Perifa Cast, através da entrevista com o advogado trabalhista do projeto Cheios de Direito, João Matheus do Monte, respondeu perguntas de moradores da comunidade sobre direitos do trabalhador. O programa foi um dos episódios realizados em parceria com a Uniaeso, foi apresentado pelo estudante de jornalismo Matheus Nascimento e produzido por Vitória, sua colega de classe, juntamente com as voluntárias do coletivo,  Fabiana Gonçalves, Joselma Carvalho e Martihene Oliveira.

Finalizando a série Direitos Humanos, o Perifa Cast, fa uma abordagem sobre racismo e injuria. Os voluntários do Cheios de Direito analisam a diferença de um crime para o outro e apontam diretrizes para que problematizemos essa temática, afinal, vemos constantemente pessoas racistas sendo denunciadas através de imagens de vídeos e outras comprovações, contudo, se racismo é um crime inafiançável porque não encontramos os racistas nos presídios?