Carrinho

Rede de Mulheres do Perifa debate violência de gênero

12/dez/2023  |  Sargento Perifa

Para a conversa, foram convidadas as mulheres da Secretaria Municipal da Mulher, além das moradoras Weyda Souza (manicure) e Indileize Souza (auxiliar de cozinha) que puderam contar suas histórias de vida em uma conversa mediada pela jornalista Wilma Santos. 

A equipe técnica da SECOM falou dos cinco tipos de violência contra a mulher, dos caminhos para combater as violências e dos serviços disponibilizados pela Prefeitura do Recife. As mulheres foram informadas sobre a importância da Lei Maria da Penha com um apelo para que não desacreditassem. 

Para Indileize, auxiliar de cozinha, viver só foi a melhor opção, após passar por diversas situações de agressão física. Já no caso de Weyda, ela se reconstruiu quando decidiu dar um basta nas agressões sofridas pelo ex-companheiro. 

É importante dizer que violência de gênero não se trata apenas de agressão física. São cinco, os tipos de violência contra a mulher, confira:

Violência Patrimonial – quando ele quebra suas coisas, confisca seu dinheiro, invade a senha do seu celular, cartão de crédito, dentre outros problemas. 

Violência Moral – quando ele difama você, calunia e expõe sua intimidade com falas, fotos, áudios, vídeos, etc.

Violência sexual – quando há sexo sem seu consentimento, quando ele retira o preservativo sem pedir sua autorização, quando ele exerce autonomia sobre você em relação à decisão sobre engravidar ou não.

Violência psicológica – quando o agressor diminui a opinião da mulher, lhe coloca para baixo, lhe desacredita e destrói sua autoestima com frases capacitistas e pejorativas, dentre outras agressões.

Violência física – quando ele bate em você, lhe aperta, empurra, belisca, etc.

Vale ressaltar que uma vez que haja a denúncia de violência com provas, mesmo que a vítima deseje retirar a queixa, o agressor será punido. E qualquer pessoa pode realizar a denúncia pela vítima, vizinhos, amigos, familiares, etc. 

Para denunciar, as mulheres podem ligar para o Disque 180 ou até mesmo para o 190. A Secretaria da Mulher também atende as vítimas através do WhatsApp (81) 99488-6138.

Escrito por:

Sargento Perifa

sargento.perifa@gmail.com

Os sargentinos, como gostam de ser chamados, são pessoas que possuem laços fortes de identidade entre si. Orgulhosos do lugar onde moram, sempre estão criando iniciativas para a melhoria de todos.